Caso Paulinho do Raio-X: Parlamentar pedia R$ 325 Mil para evitar processo de Impeachment

Compartilhe:

Com o intuito de informar a categoria, o Conselho Regional de Técnicos em Radiologia da 9ª Região, após tomar conhecimento sobre os fatos ocorridos no Estado do Rio de Janeiro envolvendo o Vereador Paulo Cesar de Lima Silva, o Paulinho do Raio-X, que fez uso das dependências do Conselho Regional de Técnicos em Radiologia da 4ª Região – CRTR4, para a prática de crime de corrupção, traz notícias e maiores informações sobre o caso.

No último sábado (7/3/2020), o parlamentar foi preso em flagrante sob a alegação de cobrança de propina ao prefeito de Volta Redonda, Samuca Silva, para evitar a instauração de um processo de impeachment na Câmara Municipal. Veículos de comunicação indicaram que as negociações e a prisão aconteceram na sede da Delegacia Regional do CRTR4 de Volta Redonda, onde o político já exerceu as funções de delegado regional, à época, indicado pelo Conselho Regional.

Dada a gravidade da situação e a política da instituição de não compactuar e não tolerar qualquer ato ilegal, assim que o CONTER soube do caso por meio da imprensa, oficiou o CRTR do Rio de Janeiro para que o órgão regional prestasse os devidos esclarecimentos sobre a situação e tomasse as providências necessárias para apurar as práticas ilícitas, com a finalidade de penalizar os responsáveis pelos atos que configuram em crimes contra a Administração Pública.

Segundo as informações do CONTER, atualmente, o parlamentar não desempenha nenhuma função no órgão e sequer possui registro profissional ativo. Portanto, não há justificativa plausível para ele ter livre acesso às instalações. Resta evidente, assim, a apropriação da coisa pública para finalidades escusas e alheias à atividade da autarquia, o que é criminoso.

Em nota, o Conselho Nacional reiterou que repudia qualquer ato de ilegalidade e que batalhará para que os responsáveis sofram as devidas sanções. Os Conselhos de Radiologia devem agir em defesa da sociedade e pela valorização da categoria, que tem uma trajetória vitoriosa de trabalho e honestidade, a qual em nada se aproxima das atitudes lamentáveis deste Parlamentar.

A Diretoria Executiva do CRTR 9ª Região, concorda sobre a importância de se ter representatividade parlamentar para conquistas de avanços à categoria, no entanto, em hipótese alguma pactuamos com atitudes que não representem os valores desta profissão e dos profissionais que a compõe.

Esperamos que todas as ações administrativas sejam tomadas e, se for o caso, punidos de forma exemplar.  Leia aqui a Carta de Moção em manifesto de apoio ao CONTER.

Compartilhe: